O metaverso como ferramenta sustentável foi tema da palestra inaugural do ciclo de discussões que precedem a COP-30, na Uniesamaz

  • Publicado em 04/03/2024
  • Notícias Diversas
  • 53

O Centro Universitário da Amazônia - Uniesamaz está na vanguarda das discussões sobre o futuro da preservação do meio ambiente em nossa região. Em debates que precedem a COP-30 (Conference of Parties), prevista para ocorrer em 2025 em Belém-PA, a instituição realiza um importante ciclo de palestras multidisciplinares.

No último 28 de fevereiro, o auditório principal do Campus Municipalidade foi palco para a palestra magna que marcou o início deste ciclo em 2024. Sob o tema central "O metaverso como ferramenta sustentável", as Dras. Gisele Coelho e Simone Mendes apresentaram perspectivas fascinantes sobre como essa tecnologia pode moldar o futuro da preservação ambiental.

Durante o evento, as palestrantes destacaram como o metaverso tem possibilitado a educação de qualidade a custos reduzidos, eliminando a necessidade de deslocamento físico e, consequentemente, o impacto ambiental causado por transportes poluentes. Além disso, abordaram a emocionante capacidade de holoportar profissionais de saúde, conferencistas e cientistas para locais remotos, bem como a viabilidade de realizar cirurgias à distância.

Para a Professora Marina Pantoja, mediadora do evento, essa revolução tecnológica democratiza o acesso à educação e à saúde, impulsionando a inclusão e o desenvolvimento humano. "A revolução tecnológica abre portas antes inimagináveis, democratizando o acesso ao conhecimento e à saúde, e principalmente contribuindo para um mundo mais sustentável", disse ela. 

A Uniesamaz está comprometida em liderar essas discussões cruciais sobre o futuro da preservação ambiental. O ciclo de palestras que antecede a COP-30 continuará explorando soluções inovadoras e sustentáveis para os desafios enfrentados pelo nosso planeta.

Galeria de Imagens