Desembargador do TRT e Vice-Presidente da OAB-Pa na abertura da I Semana do Curso de Direito da Esamaz

  • Publicado em 20/02/2019
  • Notícias Direito
  • 268

O desembargador do Tribunal Regional do Trabalho -8ª Região, Paulo Isan Coimbra da Silva Junior fez a palestra magna na abertura da I Semana Acadêmica do Curso de Direito da Esamaz, que aconteceu nesta quarta-feira, dia 20, no auditório da Unidade Municipalidade, em Belém.

A mesa de abertura foi composta pelo Diretor Acadêmico da Esamaz, professor Roberto Alcântara; a Vice-Presidente da OAB-Pa, Cristina Alves Lourenço e o Coordenador do Curso de Direito da Esamaz, professor Carlito Lobo.

A I Semana Acadêmica do Curso de Direito da Esamaz vai reunir diversas palestras e atividades que apresentem as áreas científicas e profissões jurídicas, com a participação de Magistrados, Advogados e Representantes do Ministério Público.

Para a Vice-Presidente da OAB-Pa, Cristina Lourenço, que foi uma das responsáveis pela implantação do curso de Direito da Esamaz, o projeto da faculdade é formar profissionais sérios e comprometidos e com formação multidisciplinar. “ O curso vai mostrar a importância da mediação, arbitragem e conciliação. São meios que podem ajudar a diminuir o número de processos desnecessários”, disse ela

Ainda segundo Cristina, a OAB/Pa está de portas abertas para receber os alunos e professores da Esamaz.

O desembargador Paulo Isan Coimbra fez uma palestra com dicas importantes para os calouros do curso de Direito da Esamaz. Ele optou em ajudar a comunidade e optou pela carreira no Ministério Público do Trabalho, onde passou no concurso para Procurador do Trabalho.

“ Quando você tem clareza da sua motivação, porque você está aqui, você consegue traçar objetivos de maneira mais clara e traçar as metas de maneira mais realista”, disse ele

Ainda segundo o desembargador, a carreira de advocacia é belíssima, mas ela precisa estar perfeitamente alinhada com o projeto de vida de cada um dos alunos.

Um conselho dado por ele é que nenhum aluno do curso de Direito deve ser “metido a besta”. Ele não deve ser um oráculo com opiniões formadas sobre tudo. “Não embarquem nessa onda. Não caiam nessa tentação. Nós precisamos de cidadãos com opiniões conscientes e refletidas”, disse ele

Paulo Isan disse ainda que quem estuda Direita tem o dever de não reproduzir tolices. Ele citou como exemplo, a famosa frase “Bandido bom é bandido morto”. Segundo o desembargador, por tras dessa afirmação existe um repúdio à Justiça Pública, a um apelo a vingança privada. “ Um dos maiores saltos da nossa civilização foi substituir a vingança pela Justiça Pública, imparcial e profissional”, concluiu.

A Semana Acadêmica prossegue nesta quinta-feira, dia 21, às 17h, com show de Epaminondas Gustavo; Palestra do Defensor Público Wladmir Koening; Palestra com o Promotor de Justiça José Godofredo Pires dos Santos ; Palestra com o Ouvidor da OAB-Pa, o advogado João Batista Vieira dos Anjos e finalizando com palestra do Juiz Augusto Carlos Corrêa Cunha(TJE/Pa).

“Nosso objetivo é mostras as diversas áreas de atuação do Curso de Direito, através da experiência de renomados profissionais do mercado”, disse o professor Carlito Lobo.

Christian Emanoel

Galeria de Imagens