Curso de Terapia Ocupacional realiza atividades de projeto de ensino e extensão na Escola Ulysses Guimarães, em Belém

  • Publicado em 26/04/2019
  • Notícias Terapia Ocupacional
  • 331

Acadêmicos do Curso de Terapia Ocupacional da Esamaz realizaram mais uma etapa do  "Projeto Integrador Qualidade de Vida e Cidadania – Adolescentes em Ação" na Escola Estadual Ulysses Guimarães, em Belém. As atividades do projeto de ensino e extensão foi coordenado pelas preceptoras Amanda Pires, Camila Veloso e Laís Leal.
Através de "Tecnologias Educativas em Saúde" 120 alunos da escola compartilharam conhecimentos e reflexões em torno das temáticas: promoção da saúde mental, inclusão social, sexualidade e qualidade de vida. Em etapa anterior do Projeto, estes temas foram sinalizados pelos estudantes como assuntos que permeiam a realidade escolar e necessitam ser mais discutidos, visando melhor compreensão de todos e o favorecimento de mudanças positivas na qualidade de vida da comunidade escolar.
"Os alunos da Escola puderam vivenciar experiências em grupo que remeteram a inclusão social essencialmente das pessoas com deficiência, experimentaram situações cotidianas enfrentadas por deficientes físicos, visuais, auditivos e da fala, assim como executaram funções de facilitadores de pessoas com deficiência", explicou a preceptora Lais Leal. 
Ainda segundo ela, os estudantes refletiram sobre a real dificuldade enfrentada por essas pessoas na execução de seus papéis ocupacionais e sociais, e concluíram que há necessidade de todos terem maior conhecimento sobre o assunto, serem mais empáticos e tolerantes para a contribuição da inclusão de deficientes na sociedade.

"Também foram vivenciadas situações relacionadas aos principais sofrimentos psíquicos que estão ocorrendo com os adolescentes atualmente. Os acadêmicos e estudantes dialogaram sobre a necessidade de apoio, empatia, reconhecimento dos sintomas que levam à depressão e ansiedade e onde buscar ajuda na Rede de Apoio Psicossocial" , explicou a preceptora Amanda Pires.
Também foram abordadas  questões relacionadas às mudanças biopsicossociais na adolescência, sexualidade, cuidados com o corpo e orientações sobre promoção de saúde. " Os alunos comentaram sobre o valor de conversarem sobre mudanças comportamentais e fisiológicas pelas quais eles mesmos passam ou já passaram e quais atitudes tomarem frente às situações comuns nessa fase da vida, assim como da necessidade de respeito às diferenças", explicou a preceptora Camila Veloso.

O projeto de ensino e extensão  é mais um compromisso do Curso de Terapia Ocupacional ESAMAZ com o Programa Saúde na Escola (PSE) junto ao corpo técnico da Escola Estadual Ulysses Guimarães, representado pela Gestora Escolar Ângela Silva.

ASCOM/ESAMAZ

Galeria de Imagens